Arquivo da Categoria: Projeto “Na Senda Dos Contos…”

ACONTECEU

 

        Não Lisbon, mas Canelas revisited

       Em fevereiro e a convite do projeto Na Senda dos Contos, o ator António Domingos revisitou a sede do nosso Agrupamento com roupagem de Álvaro de Campos. No espetáculo teatral «A visita do Sr. Engenheiro», o ator – metamorfose do poeta da Modernidade -, entabulou uma conversa consigo próprio, entrecortada por trechos de sete poemas do heterónimo. Ou terá sido o contrário?

       Preso às reflexões e ao texto de Pessoa, ora evocados pelo ator ora interrompidos momentaneamente por difusas interpelações do performer, o público vogou durante 50 minutos na arte e na poesia do múltiplo «Sr. Engenheiro»: insidioso, subtil, diáfano, brilhante…

Sara Ribeiro      

Porque importa resgatar os contos

 

 

This slideshow requires JavaScript.

Eco da memória coletiva, a dramatização apresentada esta semana no grande auditório da nossa escola apresentou o texto Leandro, Rei da Helíria, de Alice Vieira, com uma roupagem fresca e original.

Resgatando a metáfora do sal, medida de um amor imensurável, presente no conto tradicional O sal e a água, os nossos atores (sim, porque na dádiva, na alegria e na entrega incondicional igualam ou superam os profissionais), reavivaram os valores da simplicidade e do amor nas relações humanas, pilares tantas vezes esquecidos ou ofuscados por Amarílis, Hortênsias, Simplícios e Felizardos que persistem em grassar em reinos temporalmente longínquos ou próximos.

Com uma linguagem simples, adereços da casa, cenário minimalista, sonoplastia elementar, os alunos do 12.º C, orientados pela docente Georgina Tavares, proporcionaram aos mais novos um espetáculo ímpar que constituirá também  memória coletiva da nossa comunidade.

Porque importa resgatar o âmago do que nos distingue como humanos, (enclausurados nas sombras da aparência, cativos das matizes do ter:  ter de mostrar, ter de quantificar, ter de provar, ter de, ter de… , aniquilamos frequentemente o Ser), esta atuação que parte de um conto tradicional, abre espaço para as possibilidades e impossibilidades da sobrevivência do amor num contexto em que tudo o resto parece proliferar.

                                                    

                                   Sara Ribeiro

 

 

    

 

Teatro: “As aventuras e desventuras de el-rei Tadinho”

          O Projeto “Na Senda dos Contos…” tem o prazer de convidar as turmas de 5º e 6º ano de escolaridade a assistir à dramatização do texto As aventuras e desventuras de el-rei Tadinho”, de Alice Vieira, com adaptação e encenação da professora Georgina Tavares. 

          Este evento terá lugar no próximo dia 11 de dezembro, no período da manhã, no grande auditório da escola sede do Agrupamento.

          Contamos com a tua presença!

                                                                  A equipa do Projeto “Na Senda dos Contos…”

Encontro com o ilustrador Rui Castro

Na manhã do dia treze de novembro, que amanheceu nublada, rapidamente se sentiu o sol e o calor no Pequeno Auditório da nossa escola. No âmbito da dinamização do Projeto “Na Senda dos Contos…”, os alunos de todas as turmas de 11.º ano e alguns professores foram agraciados com a criatividade, a alegria e o entusiasmo do ilustrador Rui Castro, autor das ilustrações das obras  Irmão OceanoFernando Pessoa, o menino de sua mãeA Casa da Poesia Gato preto e passarinhos azuis, entre inúmeras outras.

Partindo de ilustrações, algumas já publicadas, Rui Castro partilhou o seu método de trabalho, desde o primeiro esboço até à obra final, convocando neste processo múltiplas técnicas de ilustração: pintura a acrílico, fotografia, modelagem, entre outras.

Todos ficaram extasiados com a originalidade e a criatividade de Rui Castro, para quem “ilustrar é dar forma e cor às palavras e dar novas formas às formas, respeitando contudo a sua forma original, pois uma joaninha não é uma barata”.

O encontro permitiu ainda a troca de experiências e a resposta a dúvidas e curiosidades dos nossos alunos. Sem deixar de enfatizar a dificuldade que é inerente ao processo criativo, o ilustrador deixou uma mensagem de otimismo: nunca se deve desistir. Mais do que agradar aos outros, a obra deve satisfazer sobretudo o seu autor.    

Cada uma das sessões terminou com um genuíno e mágico momento artístico: Rui Castro elaborou, perante um silêncio profundo e múltiplos olhares curiosos, uma ilustração que gentilmente ofereceu à escola.

A coordenadora do projeto “Na Senda Dos Contos…”,

Sara Ribeiro