Concurso “História a um Click” – PARTICIPA!

Regulamento para “ História a um Click”

1 – Este concurso que terá lugar no Dia do Agrupamento, dia 23 de fevereiro, é promovido pelos docentes de História e Geografia de Portugal.

2- As questões formuladas no quiz estão relacionadas com os conteúdos lecionados na disciplina de História e Geografia de Portugal, no 5º e 6º ano.

3 – Neste concurso participam todas as turmas de 5º e 6º ano, em horário distinto, no Pequeno Auditório da escola.

Horário:

 10.00h-10.30h: do 5ºA, B, F;

10.30h-11.00h: do 5º D,E, C.  

11.00h- 11.30h: do 6º A, B, C, H;

11.30-12.00h: do6º D, E,F,G.

4 – Existem duas modalidades de participação: individual ou em equipa, no máximo de 5 alunos.

5 – Este concurso é apresentado aos alunos através de um site (www.kahoot.it) e que será acedido através de smartphone, pelo que os alunos participantes terão que estar munidos desse equipamento.

6 – Não estando garantida a cobertura de rede Wi-Fi no Pequeno Auditório, devem os participantes assegurar que o seu smartphone possui dados móveis para aceder à internet. Na modalidade de equipa apenas é necessário um smartphone com acesso a dados móveis.

7 – Os alunos deverão comparecer no Pequeno Auditório na hora acima estabelecida, de acordo com o ano de escolaridade a que pertencem, não sendo admitidos alunos que se apresentem com um atraso superior a 5 minutos à hora estabelecida. É igualmente vedada a entrada ou saída no decorrer do concurso.

8 – Os participantes devem cumprir as regras e os procedimentos que lhes serão comunicados pelos docentes que aplicarão o quiz no Dia do Agrupamento.

Programação de robots no Dia do Agrupamento

Esta atividade destina-se a alunos do 3º, 4º, 5º e 6º ano de escolaridade e pretende dar a conhecer o ambiente de programação Enchanting. Esta é uma ferramenta para programar os robots da Lego Mindstorms de uma forma muito semelhante ao Scratch e que, tal como o Scratch, tem também a particularidade de ser gratuito e de código aberto. Programar ajuda a pensar de forma criativa, a raciocinar de forma sistemática e a trabalhar colaborativamente.

Nunca é demais lembrar: Recuse, Reduza, Reutilize, Recicle.

Projeto desenvolvido na disciplina de Área de Integração do 12º. ano do Curso Profissional de Turismo e em interligação com a disciplina de Geografia, módulo 8, O Turismo sustentável.

O projeto teve como objetivos:

  • Cidadania ativa,
  • Sustentabilidade,
  • E conservação.

Com base no princípio de que:

  • todos têm responsabilidade na conservação, valorização e proteção do património que nos rodeia.
  • Atitudes simples podem fazer a diferença.
  • 3 M – menos Resíduos, menos Carbono, mais Clima.

 

Nunca é demais lembrar: Recuse, Reduza, Reutilize, Recicle.

Em casa, nas compras, no trabalho, no ginásio, no jardim, em férias.

Seminário Nacional Eco Escolas 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os coordenadores Eco Escolas participaram no Seminário Nacional Eco Escolas 2018, em Guimarães, nos dias 26, 27 e 28 de janeiro. Foram três dias de intenso trabalho em prol do Ambiente.

Ambos orientaram fóruns de professores, lugares destinados à partilha de experiências e know how, bem como à realização de um plano de ação.

 

Palestra “Invasoras.pt”

No dia 29 de janeiro, realizou-se uma palestra intitulada “Invasoras.pt”, dinamizada pelo mestre Jael Palhas, investigador no Centro de Ecologia Funcional, da Universidade de Coimbra.

Esta palestra marcou o arranque do projeto “Operação Plumas”, desenvolvido no âmbito do Projeto “Ciência na Escola”, da Fundação Ilídio Pinho, e dos Programas Eco Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente.

Os alunos do 7ºD participaram nesta atividade, acompanhados pela professora de Geografia, Odete Melo, coordenadora do Projeto.

Com esta palestra, os alunos obtiveram mais informações e esclareceram as suas dúvidas relativamente a espécies invasoras, em geral, e à erva-das-pampas, em particular. Também realizaram uma entrevista, elemento essencial da vídeorreportagem que pretendem fazer.

Este slideshow necessita de JavaScript.

La Chandeleur

Quarenta dias após o nascimento do Menino Jesus, no dia 2 de fevereiro, festeja-se La Chandeleur, ou seja, o Dia das Candeias. Antigamente, era imperativo que se acendesse velas neste dia. Atualmente, também se revela simbólica a confeção de crepes. Por esta razão, a nossa escola não esqueceu a data e dinamizou, ao longo da manhã deste dia, uma “deliciosa” atividade, que mereceu o agrado e a aprovação de todos. Já com todos os ingredientes disponíveis (farinha, ovos, leite, sal, açúcar e óleo), o Curso Profissional Técnico de Restaurante/Bar, em colaboração com os docentes da área curricular de Francês, mostraram como fazer saborosos crepes. Os alunos, os assistentes operacionais, os professores e os elementos da direção do agrupamento puderam saboreá-los e os mais atentos tiveram até a oportunidade de ver exposta a receita da respetiva massa. Viveram-se momentos de boa disposição e cruzaram-se sorrisos de satisfação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Workshops de Formação destinados a Pais e Encarregados de Educação

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os Cursos Profissionais de Informática e de Restauração, organizaram uma atividade de Workshops de Formação destinados a Pais e Encarregados de Educação, sobre os temas “Tecnologias de Informação” e “Confeção de Bolachas”, seguido de jantar convívio. 

Pretendeu-se, com esta iniciativa, consolidar conhecimentos adquiridos nas disciplinas da componente técnica destes cursos, fomentar a partilha de conhecimentos entre os Formandos e estabelecer a ligação entre a Escola e os Encarregados de Educação.

A atividade revestiu-se de pleno sucesso, com o excelente empenho de todos os Formandos e dedicação dos Formadores, bem como a fantástica participação/ adesão dos Pais e Encarregados de Educação.

https://www.facebook.com/pg/CanelasMiseEnPlace/photos/?tab=album&album_id=1831034516938078

 

Quando o passado se repete…

Este slideshow necessita de JavaScript.

27 de janeiro foi o dia escolhido pela Assembleia Geral das Nações Unidas para celebrar o Dia Internacional em Memória da Vítimas do Holocausto.

Foi nesta data, em 1945, que as tropas da União Soviética libertaram o principal campo de concentração nazi – Auschwitz, na Polónia.

É importante que ao fim de 73 anos ainda se preserve a memória do Holocausto no sentido de nos lembrar que “aquele que não recorda a História sujeita-se a vivê-la outra vez”.

 A nossa escola, mais uma vez, associou-se a esta comemoração, para homenagear não só as vitimas do séc.XX mas também as do séc.XXI. Atualmente, os refugiados também fogem ao “extermínio”, mesmo sabendo que correm o risco de morrer pelo caminho, pois sabem que a alternativa é serem envenenados com gás, bombardeados, fuzilados ou morrerem à fome.

 

A vice-coordenadora de História

Lembrar “Brundibar”

Quando uma turma habituada a estudar música desde tenra idade, o 9.°A, descobre que, há pouco mais de 70 anos atrás, algures numa Europa a viver o pesadelo da guerra genocida despoletada por Adolf Hitler, havia um campo de concentração que enviou para as câmaras de gás, dezenas de milhares de adolescentes que, como esta turma, tocavam, cantavam e teatralizavam para esquecer um inferno que nunca imaginaram passar, o mote está dado.

Como recuperar a Memória?

Dando, agora, voz aos que tocaram e cantaram em Theresienstad, na ópera juvenil Brundibar, até ao dia em que foram metidos em camiões de gado e enviados para Auschwitz – Birkenau.

Não podemos mudar a História, mas é nosso compromisso humano, evitar, a todo o custo, que ela se repita! A ideia foi do professor de História, com a preciosa colaboração destes alunos e da professora Leontina (da escola de música de Perosinho), sem a qual o treino intensivo de uma semana com o 9.°A, não teria passado disso mesmo, de uma ideia.

Cantar “Brundibar” é despertar mentes, gritar alto, dizer tão simplesmente: Nunca mais!!

Foi isso que, no dia 26, quisemos dizer. NAZISMO, NUNCA MAIS!