Poesia solta…

Gosto de ser rio

 

Gosto de ser rio, água branda

Que define o seu caminho

Nos maciços por onde anda.

Carrego o seu afinco de louvar,

Apenas tenho receio

De ser um rio

que nunca encontrará mar.

 

Filipa Machado Pereira (11.º A)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.