#erasmusdays celebrado na escola com exposição na biblioteca escolar

“Projects connecting schools and communities” é uma iniciativa no âmbito do evento #erasmusdays destinada a promover o Programa Erasmus+ e a dar visibilidade às atividades desenvolvidas pelos alunos e professores do nosso Agrupamento. Durante o dia 14 de outubro decorreu uma importante mostra de todos os projetos Erasmus + que a escola dinamiza, através de uma exposição que esteve aberta à comunidade educativa e que contou com a biblioteca escolar como parceira e local para a exposição. Esta exposição pode ser ainda visitada durante o mês de novembro.

É possível verificar o impacto que estes projetos têm tido na dinâmica escolar, na formação dos alunos e na construção de saberes, desde logo uma maior abertura ao conhecimento da União Europeia, abrindo-se caminho à cidadania e à interculturalidade, contribuindo também para as melhorias das suas competências linguísticas.

Os depoimentos dos alunos que aqui se publicam evidenciam a importância que a participação nestes projetos de intercâmbio e boas práticas têm tido para os nossos

alunos.

Biblioteca digital (formação para docentes)

A biblioteca começou já este mês um conjunto de curtas formações sobre ferramentas digitais destinadas aos educadores e professores do agrupamento. Estas formações vão decorrendo ao longo da semana, em dias e horas distintas, procurando dar suporte aos docentes que encontrem disponibilidade no seu horário para as frequentarem. As mesmas ocorrem no contexto do suporte da biblioteca digital ao Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital que está em curso, cuja equipa de coordenação incorpora os dois professores bibliotecários do agrupamento. Neste momento já estão inscritos mais de trinta docentes nestas curtas formações, especializadas este período nas ferramentas digitais Padlet, Emaze e Wakelet.

Link para inscrição: https://docs.google.com/document/d/18T_Fu7PIHH1JUI1I8EUMfaHOqF1vORUEyqsgxO56d6A/edit?skip_itp2_check=true

Um cientista na escola!

A biblioteca escolar e o Departamento de Ciências Exatas promoveram duas palestras nos passados dias 26 e 27 de outubro, com o cientista José Xavier, da Propolar, através do Zoom, destinada a mais de 100 alunos dos cursos de ciências e tecnologias do ensino secundário, que se traduziu num enorme sucesso, pela pertinência da temática e da abordagem cativante do cientista, que nos narrou as suas experiências na Antártida e o trabalho científico ali desenvolvido. Esses estudos contribuem para o estudo dos efeitos das alterações climáticas na Antártida e dos efeitos que as mesmas têm para a fauna ali existente e para o planeta.

As palestras foram muito motivantes e interativas, permitindo aos alunos perceber ainda como é a vida de um cientista.

Agradecemos desde já ao Dr. José Xavier pela disponibilidade e aos docentes e alunos pelo contributo para esta importante atividade de divulgação científica.

This slideshow requires JavaScript.

Friso biográfico digital sobre Anne Frank

Os alunos que integram o projeto de leitura inclusiva “Todos Juntos Podemos Ler”, numa iniciativa conjunta da biblioteca escolar e do grupo de Português, têm vindo a criar na ferramenta Padlet a biografia de Anne Frank e dos acontecimentos que lhe foram contemporâneos e dos quais se tornou vítima. A atividade tem vindo a ser desenvolvida quinzenalmente com alunos de várias turmas, os quais, em mentoria foram orientados na leitura de um livro sobre “Anne Frank”e na criação de uma biografia digital sobre a jovem judia, concluindo-se a atividade com o visionamento do documentário “Anne Frank, vidas paralelas”.

Apresentamos aqui o produto final dessa atividade, da autoria dos alunos Nazarii Oliferenko e Pedro Batista do 8º F, que o apresentarão à respetiva turma numa das próximas aulas de Português.

Com este projeto, pretende-se:

  • Fomentar a participação e o aumento de oportunidades de leitura com todos atendendo à diversidade de leitores, expectativas e necessidades;
  • Incentivar a realização de práticas de leitura e de escrita em distintos contextos, formatos e suportes acessíveis, promovendo a equidade e a inclusão;
  • Mobilizar os meios específicos necessários para o desenvolvimento da leitura autónoma e por prazer;
  • Contribuir para uma educação inclusiva através do aumento da participação no processo de aprendizagem e na vida da comunidade.