A defesa de uma alimentação saudável!

Os alunos foram desafiados a fazer uma pequena pesquisa sobre a importância de ter uma alimentação saudável, escrever um pequeno texto sobre como defender as suas vantagens  e apresentar à turma a sua argumentação durante alguns minutos.

 

O Dia da Alimentação

     Ter uma alimentação saudável na nossa vida é muito importante, porque recebemos nutrientes essenciais e energia para o nosso organismo.

     Além da alimentação, a hidratação e o exercício físico também nos permite ter uma melhor qualidade de vida.

      Os alimentos que devemos consumir preferencialmente são: frutas (pequeno-almoço e lanche), legumes, peixe e carnes brancas (almoço e jantar) e beber 1,5 litro por dia de água. Devemos usar os alimentos da época, porque são produzidos naturalmente e são mais saborosos. É aconselhável a prática de exercício físico durante trinta minutos por dia (ex.: caminhada).

     Na investigação que realizei percebi que a maioria dos portugueses não pratica uma alimentação saudável e equilibrada porque abusam do sal, do açúcar, das gorduras e alimentos processados como por exemplo batatas fritas, refrigerantes, bolachas, enchidos, entre outros.

     Isto faz com que as principais doenças dos portugueses sejam a obesidade, diabetes, problemas de coração e tensão alta. Por isso é importante que todos nós mudemos os nossos hábitos alimentares.

   Finalmente, é necessário evitar o desperdício alimentar reutilizando as sobras nas refeições seguintes.

 

Guilherme Silva, 5º G

 

Bibliografia:

www.apn.org.pt

www.sns24.gov.pt

www.tuasaude.com

-wikipédia-alimentação

 

     É essencial para a saúde termos uma alimentação saudável.

     Algumas das vantagens de uma alimentação saudável são a prevenção de doenças, o aumento da atenção/ concentração e um peso equilibrado. Beber água é também bastante importante, ou seja, devemos fazê-lo com regularidade.

     Doenças como o cancro, obesidade e diabetes podem ser causadas por um excesso de uma má alimentação. Para evitar doenças como estas devemos comer alimentos como, alface, tomate, peixe, cenoura, ervilha, e milho, porém devemos evitar alimentos com muita gordura e açúcar.

     Concluindo, para termos uma boa saúde devemos manter uma alimentação saudável.

Joana Elias, 5ºG

      Ter uma alimentação saudável beneficia a nossa saúde.

      As vantagens de ter uma alimentação saudável são o controlo de peso e aumento da atenção e concentração, entre outros. É também muito importante beber água.

     Diabetes, cancro e obesidade podem ser exemplos de doenças causadas pela má alimentação.

       Na minha opinião, para termos uma alimentação saudável devemos comer, legumes e fruta. Devemos evitar alimentos como piza, gomas, bolos, isto é, alimentos com açúcar e muita gordura. O excesso alimentar também pode causar mau funcionamento no nosso organismo.

         Concluindo, para sermos saudáveis e termos um bom organismo temos que ter uma alimentação saudável e conseguir mantê-la.

Margarida Elias, 5ºG

 

     Uma alimentação saudável significa ingerirmos uma variedade de alimentos equilibrados ou seja, comer um pouco de tudo.

    Os alimentos que devemos comer mais são a fruta, os legumes, carnes brancas, peixe, cereais e muita água para não desidratar. Os que devemos evitar ou comer em menor quantidade são os doces, os fritos, as carnes vermelhas e o fast food.

    A esta alimentação saudável, variada e equilibrada devemos juntar o exercício físico para termos uma vida saudável e feliz.

 

Carolina Oliveira, 5º G

 

     Para mim, ter uma alimentação saudável é ter uma dieta equilibrada e variada.

     Uma alimentação saudável pode ter muitas vantagens, como ter uma saúde melhor, um peso equilibrado, prevenir doenças, melhorar o sistema imunitário e contribuir para um melhor bem-estar físico.

     Para isso, precisamos de comer alimentos mais saudáveis, como frutas e legumes, beber bastante água, não beber bebidas açucaradas e ingerir gorduras proteínas e carboidratos de forma equilibrada. Contudo, o excesso alimentar pode provocar algumas doenças, como: diabetes, obesidade, problemas cardíacos, colesterol, entre outros…

 

Mafalda Pereira, 5ºG

 

     Nos dias de hoje nós podemos ter uma alimentação mais ou menos saudável. Para nosso benefício deveríamos escolher uma alimentação mais saudável.

        As vantagens de uma alimentação saudável são as seguintes:

    – Garantir mais energia para realizar as atividades do dia-a-dia e mais disposição para praticar atividade física;

   – Melhorar o rendimento e a concentração, pois favorece o bom funcionamento da memória e de todo o sistema nervoso;

   – Melhorar a qualidade de sono, já que alguns alimentos aumentam a produção de melatonina, o que influencia diretamente na qualidade do sono.

    Os alimentos que devemos comer em maior quantidade são o peixe, a carne, azeite virgem, ovos, fruta e legumes. Aqueles que devemos evitar são os fritos, os demasiado salgados, “fast food” e doces com muito açúcar.

  Se tivermos estes cuidados vamos evitar estas doenças: obesidade, doenças cardiovasculares, cancro, diabetes e doenças respiratórias.

       Por isso, vamos ter uma alimentação saudável!

 

David Pinto, 5ºH

 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

 

INTRODUÇÃO

O que é a alimentação saudável?

A alimentação saudável pressupõe que esta deva ser completa, variada e equilibrada, proporcionando a energia adequada e o bem-estar físico ao longo do dia.

 

DESENVOLVIMENTO

Vantagens da alimentação saudável?

Uma alimentação saudável pode trazer diversos benefícios para a saúde. Assim, alguns dos principais benefícios da alimentação saudável são:

– garantir mais energia para o dia a dia;

– aumentar as defesas do organismo e previne doenças;

– ajudar a desenvolver os ossos;

– auxiliar o funcionamento da memória;

–  prevenir o envelhecimento precoce;

–  melhorar o aspeto da pele;

– melhorar a qualidade do sono;

 

Doenças provocadas por excessos alimentares?

Uma má alimentação pode levar ao aparecimento de doenças que prejudicam o desenvolvimento físico e mental, além de trazer problemas mais graves para a nossa vida.

As principais doenças que uma má alimentação pode causar são:

– Obesidade

– Anemia

– Diabetes

– Colesterol alto

– Hipertensão

– Insónia e dificuldade para respirar

– Dores nas articulações

– Gastrite

– Transtornos alimentares (Desnutrição, Anorexia, Bulimia).

 

Que alimentos devemos ingerir mais?

Para ter uma alimentação saudável e garantir os benefícios, devemos:

– beber pelo menos 2 litros de água por dia;

–  comer frutas;

– proteínas (carnes brancas, preferencialmente, e peixe);

– verduras e hortaliças.

 

Que alimentos devemos evitar?

Os alimentos que não devemos comer, são:

–  doces e frituras;

–  o consumo de bebidas alcoólicas;

–  carnes processadas e enchidos (salsichas, chouriço);

–  comida pronta congelada;

–  temperos e/ou molhos ricos em sódio;

–  refrigerantes.

 

CONCLUSÃO

Uma alimentação saudável, equilibrada e variada é essencial para garantir a qualidade de vida. Isso porque, além de fornecer energia e bem-estar geral, através de uma boa alimentação conseguimos um melhor aproveitamento escolar, é possível prevenir e combater doenças, manter o peso corporal saudável, ter um bom desenvolvimento físico e crescer de forma saudável.

 Gonçalo Ferreira, 5.ºC

 

 

      Uma alimentação saudável deve ser completa, variada e equilibrada. Só assim teremos a energia adequada ao longo do dia.

      A base de uma alimentação correta são alimentos ricos em fibra, como por exemplo, produtos hortícolas, frutos, cereais e leguminosas.

      Quando a nossa alimentação é saudável podemos prevenir doenças, controlar o peso e fortalecer todo o sistema imunológico, melhorando a energia e o nosso bem-estar geral.

     Quem comete excessos alimentares pode sofrer de obesidade, diabetes, colesterol alto, hipertensão, entre muitas outras doenças.

     Assim, devemos evitar alimentos com gorduras processadas, excesso de açúcar ou de sal e conservantes.

     Manter uma alimentação saudável é algo que todos devemos tentar cumprir, pois cada escolha é importante.

      A minha sugestão de ementa:

 – sopa de ervilha, como entrada;

– salmão grelhado, acompanhado de batata doce e brócolo cozido, água;

-sobremesa, fruta da época.

 

Leonor Brandão, 5.ºC

 

Texto de opinião a propósito das vantagens e desvantagens de nos mostrarmos aos outros tal como somos, prescindindo (ou não) de máscaras sociais.

  

Quem é que nunca escondeu o seu verdadeiro “eu” com medo da rejeição ou da crítica alheia?

  A verdade é que todos nós nascemos e crescemos em busca de aceitação por parte da sociedade, muitas vezes omitindo quem realmente somos ou mesmo criando personagens com características completamente opostas ao nosso “eu”.

  Pergunto-me se seremos verdadeiramente felizes quando todas as relações que estabelecemos ao longo da nossa vida são baseadas numa mentira.

   Claro que em certas ocasiões é essencial o uso de uma máscara social, por exemplo, se estivermos num momento festivo, num dia em que nos sentimos particularmente desanimados, muito provavelmente iremos optar por utilizar uma personagem que, por um lado, vai proteger a nossa intimidade do exterior e, por outro, irá promover a nossa inserção naquele meio. Não deixamos de nos sentir tristes naquele contexto, mas não é dessa forma que nos queremos apresentar, sendo, portanto, útil o recurso a uma personagem atenciosa e bem-educada que responda às exigências daquela situação e ao que é esperado pelo coletivo.

   Para além disso, podemos considerar que também existem máscaras que nos ajudam a reforçar a autoestima e a desenvolver as nossas capacidades, quando, por exemplo, temos de fingir que estamos seguros e à vontade num determinado papel. Mais tarde ou mais cedo essas características poderão passar efetivamente a fazer parte da nossa pessoa.

   Porém toda esta temática das máscaras sociais é demasiado perigosa. É preciso ter um domínio e um autocontrole fantásticos para não nos perdermos no meio de tantos “eus”. O que remete para uma outra questão: Será que temos uma real identidade para além de todas estas construções com que nos vamos enfeitando todos os dias?

   Sendo como for, a chave para sermos nós mesmos é não nos importarmos com o que os outros esperam de nós. De facto, nunca iremos agradar a todos e levar uma vida a tentá-lo é simplesmente esgotante, fazendo com que desta forma vivamos para os outros e não para nós.

Beatriz Penas, nº 12.º B

 

            Ao longo da nossa vida, ocorrem situações em que sentimos a necessidade de usar uma máscara para, por exemplo, escondermos certos sentimentos. Contudo, do mesmo modo que as máscaras trazem vantagens, também poderão ter desvantagens.

            De facto, um ponto positivo a favor do uso de máscaras seria a preservação da nossa saúde mental e bem-estar. Por vezes, mais vale fingir não ouvir algumas opiniões, ou até fingir concordar com elas, não criando discussões desnecessárias que nos poderiam deixar transtornados.

            Do mesmo modo, a criação responsável de diferentes personagens/personalidades pode ajudar-nos a ultrapassar obstáculos que nos aparecem na vida. Por exemplo, tentar passar um ar mais confiante numa apresentação oral, aumentando as probabilidades de obter uma melhor nota.

            Apesar de tudo, as máscaras sociais também trazem algumas desvantagens ao ser humano. Parece-me evidente que se uma pessoa passar o tempo todo a desempenhar um papel, terá uma grande probabilidade de perder o seu verdadeiro “eu”.Desta forma a sua personalidade irá desaparecer e nunca conseguirá ter amigos que a amem e respeitem pelo que é.           Além disso, sentir-se-á triste e confusa para o resto da sua vida, não sendo capaz de se identificar quando se olhar ao espelho.

            Concluindo, devemos sempre manter-nos fiéis a nós próprios, enquanto, de maneira saudável e responsável, nos adaptamos ao ambiente que nos rodeia, escondendo, por vezes, certos traços da nossa personalidade.

Eva Rocha, 12.º B

 

          Na minha opinião, podemos entender as máscaras sociais como os papéis ou as personagens que desempenhamos em diferentes etapas da nossa vida e que são fundamentais para garantir a nossa adaptação social.

                 Efetivamente, o nosso verdadeiro “eu” certamente já escondeu ocasionalmente alguma coisa, por medo do que dirão, por insegurança, receio da rejeição e da crítica. Consequentemente, muitas vezes, não mostramos aos outros como realmente somos. No entanto, não importa o que fizermos ou como nos mostramos, pois nunca iremos agradar a todos.

                  Assim, o melhor de sermos nós mesmos é que para além de podermos ser puros, autênticos e obter bem-estar, as pessoas que nos aceitam, quando o fazem, fazem-no pelo que nós somos de verdade.

                  Em suma, sermos aceites, sendo nós mesmos, é uma grande libertação. Não devemos tentar agradar ao outro e satisfazer as suas expectativas, porque, em última instância, só quando mostramos o que realmente somos é que estabelecemos relações verdadeiras.

Rafaela Teixeira 12.º B

 

              Atualmente, uma grande parte da sociedade tem medo de mostrar aquilo que realmente é. As pessoas “escondem-se” não só para ter mais visibilidade aos olhos dos outros, como também para não se sentirem julgadas.

            De facto, existe uma percentagem de humanos que acredita que precisa de ter para ser. Por causa disso, criam e exibem máscaras sociais que espelham o que gostariam de ser materialmente (roupa, joias, carros, estatuto, corpo esculpido, reconhecimento social, entre outros). Preferem viver para fora a viver para dentro, entrando, assim, em sofrimento e necessidade sufocantes de mostrar o que não têm, nem são, unicamente, para alimentar o seu ego.

             Por outro lado, há pessoas que têm receio e vergonha de mostrarem a sua verdadeira identidade, por terem medo de não serem aceites tal como são e serem julgados pelos seus gostos ou comportamentos, pondo sempre uma máscara para que não sejam sujeitas ao juízo social.

            Apesar disso, vivermos a nossa vida sem máscaras sociais é das melhores sensações que podemos ter. Viver sem sentir pressão das outras pessoas, fazermos as nossas escolhas honestas de acordo com a nossa natureza e desejos, aproveitar a vida “sem filtros”. Não são as nossas roupas, o estatuto, as medalhas, as conquistas e os bens materiais que definem o que nós somos, e muito menos que permitem o nosso verdadeiro bem-estar.

            Resumindo, acredito que se as pessoas ultrapassarem as suas  inseguranças e ignorarem a opinião dos outros (pois não somos o que temos), conseguirão atingir a paz interior. Tocarão a liberdade (de ser elas próprias com tudo o que são e têm dentro do seu coração) e, assim, a verdadeira felicidade.

Inês Ribeiro nº8, 12.ºD

 

«Dia Mundial da Alimentação»

Os alunos das turmas do 6.º C e 6.ºD, a propósito do Dia Mundial da Alimentação, criaram frases simples e apelativas, depois de terem estudado o texto publicitário.

 

             Para cresceres, legumes tens de comer!

                                       Afonso, nº 1/ 6.º C

 

           Uma maçã por dia, dá força e energia!

                                      Gabriel, nº 13 /6.º C

 

Beba leite! Faz crescer e os ossos endurecer! 

                                           André, nº 2 /6.ºC        

 

Um bróculo por dia 

                        Dá saúde e alegria!     

                                                 Catarina, nº7  e Bárbara, nº 3 / 6.ºC   

 

    Faz uma limonada,

    E o teu dia corre …

    de forma apaixonada!  

                                         Luana, nº19; Francisco, nº11; Henrique, nº14/  6.ºC

 

Queres vitamina C?

  Come uma laranja,

e terás um ótimo dia!                                   

                                     Inês, nº15; Francisco , nº 12/ 6.º C

 

Coma uma melancia,                                                 Prove uma  melancia,                                               

E tenha um bom dia!                                                E partilhe com a sua família!     

                  Martim, nº 8/6.º D                                     Alícia, nº 1/6.º D

 

Refresque a sua VIDA,

Com uma saborosa melancia!

                     Sara, nº 17/ 6.ºD

 

Consuma abacate

E sinta felicidade!

                               Nicolas, nº11/6.º D

 

Abuse de vegetais,

Mas frescos e naturais!

                                       Lara, nº3/ 6.º D

 

Coma uma romã,

                            E alegre a sua manhã!

                                         Rodrigo Mota, nº15/6.ºD

 

Quer um fruto que lhe dê beleza?

 Coma uma framboesa!

                           Rodrigo Marques, nº 14/6.ºD

 

Bom dia, Alegria!

Coma uma maçã por dia!

                                  Pedro, nº 12 / 6.ºD

 

Se vai um, vão todos!

Compre pesseguinhos,

Deliciosos e fresquinhos!

                                      Mariana, nº 7/ 6.º D                       

 
   

Quadras sobre a Alimentação

A disciplina de português em articulação com o PPES, comemorou o Dia Mundial da Alimentação. Depois de explorar o tema, promoveu a elaboração de quadras sobre a importância de uma alimentação saudável.

 

Fruta, carne ou peixe

Devemos sempre comer

Não ingerir refrigerantes

E muita água beber!

 

Ter uma vida saudável

Traz benefícios e prazer

Mas não é tão fácil como pensam

Pois dá muito que fazer!

 

Nós somos jovens

E estamos a crescer

Devemos ser saudáveis

E bons hábitos manter.

 

Crianças ou idosos

Uvas devem comer

Têm vitamina C

E são boas a valer!

 

Eu adoro a laranja

Tem muitas vitaminas

Também gosto de maçãs,

Melão, uvas e tangerinas.

 

Ajuda a emagrecer

Faz bem ao coração

Protege a saúde dos olhos

É a melancia em ação.

 

Eu ainda sou criança

Tenho muito que aprender

Vou alimentar-me bem

Para saudável ser!

 

A carne, o peixe e os ovos

Um pouco em cada dia

Comer tudo com moderação

Para ter muita energia.

 

Devo nutrir-me bem

Com leite, pão e cereais

Nunca esquecendo a fruta

E todos os vegetais!

Alunos do 6.ºH

 

A alimentação é fundamental,

para ter uma vida saudável.

Saber escolher os alimentos,

para manter a saúde estável.

Rodrigo Almeida, 5.ºH

 

Para uma boa alimentação,

ter um prato cheio de cor.

Com alface, tomate e cenoura

Façam isto, por favor!

Ana  Machado, 5.ºH

 

Alimentação é a minha roda.

Roda que gira, dança e salta.

 Saltita e canta uma canção,

sobre a nova amiga, a alimentação!

Maria José Santos, 5.ºH

 

A roda dos alimentos vou ver,

para coisas saudáveis comer!

 Muita água vou beber,

 para bem crescer!

Sara Rocha, 5.ºH

 

 Uma boa alimentação é necessária

para ter uma vida saudável!

 Beber um litro de água por dia,

 para teres muita energia.

Lara Brito, 5.ºH

 

 

É bom comer cenoura

para com olhos bonitos ficar!

É bom comer laranja

 para em boa forma andar!

David Pinto, 5.º H

 

No dia da alimentação

tenho uma fruta na mão.

Enquanto eu me alimentar

a salvo eu vou estar!

Lucas Almeida, 5.ºG

 

Como muitos legumes,

para ter muita energia.

Quando acordo de manhã

sei que tenho um bom dia.

Guilherme Silva, 5.ºG

 

Se a Terra

queremos proteger,

menos carne vermelha

devemos comer.

 

Se mais legumes

comermos,

mais forte

ficaremos.

Eva Lavrador,5.ºC

 

Papa de aveia

vou comer,

uma refeição vou ter

e energia obter.

 

Os rótulos vou ler,

comida estragada

não vou ter,

frigorífico magnífico vai ser.

Márcia Morais, 5.ºC

 

Tudo isto devo comer

se quero crescer:

legumes e vegetais

e vários tipos de cereais.

Leonor Brandão, 5.ºC

 

Na agricultura biológica

respeita-se a natureza.

Temos de comer

sopa para ter a certeza.

Mariana Costa, 5.ºC

 

Uma alimentação

variável,

sempre

será mais saudável. 

Rodrigo Pereira, 5.ºC

 

Vou comer sopa

quentinha

e depois

uma frutinha.

Rafael Rocha, 5.ºC

 

Se menos gordura

comer,

mais saudável

vou ser.

Gabriela Teixeira, 5.ºC

Comida saudável

nada mais agradável.

Beber muita água

para não ficar cansada.

Marta Freitas, 5.ºC

 

Pão eu comi,

água eu bebi,

um iogurte beberei,

com saúde ficarei.

 

Carne branca eu comi

e ice tea não bebi.

Comer eu vou,

com saúde eu estou.

Hugo Leite, 5.ºE

 

À tarde vou lanchar

um iogurte e uma banana,

vou-me alimentar

e não estou a abusar.

David Silva, 5ºE

 

O desperdício alimentar

tens de evitar.

Tens um compromisso:

nunca fazer isso.

Leonor Martins, 5.ºE

 

 

Uma alimentação saudável devemos ter

e muita água beber

e comidas muito calóricas não devemos comer,

porque para nós e para o mundo pior vai ser.

Miguel Barbosa, 5.ºF

 

Legumes devo comer

e a agricultura biológica favorecer.

Devo evitar o desperdício alimentar

e bem almoçar.

André Mendes, 5.ºF

 

Vamos comer

para crescer.

A saúde é

fundamental para viver.

Gonçalo Ferreira, 5.ºE

 

Sopa devo comer

para poder crescer.

Para isso, o frigorífico

vou encher.

Manuela Cadaval, 5.ºF

 

Evitar o desperdício alimentar,

contribui para a Terra durar.

Nas feirinhas e mercados locais,

sabemos de onde vêm os vegetais.

Gabriel Cunha, 5.ºF

Frutas vou comer

para energia ter,

saudável vou ser,

se quero crescer.

Inês Nogueira, 5.ºF

 

Para crescer

devo comer:

legumes, leguminosas

 e frutas deliciosas.

 João Silva, 5.ºF

Temos que comer

para poder crescer,

mas não devemos exagerar

se não vamos engordar.

 

Há muitas famílias

a precisarem de se alimentar,

mas quando comemos

só sabemos desperdiçar.

Sofia Silva, 5.ºF

 

 

A Cebola

Eu sou a cebola

Sou boa para o sangue

Boa para a saúde

E dou muita juventude.

Ana Margarida Fernandes, 5.ºA

O Morango

Sou um fruto atraente

Na forma de coração

Sou comido por muita gente

Para tratar a inflamação!

 

A Cenoura

Eu tenho uma vitamina

Que te protege a visão

Sou laranja e sou docinha

Ai que rica digestão!

 

A Uva

Eu sou fruto da videira

Tenho muitos minerais

Branca, tinta ou rosada

De qual gostas mais?

 

Fruta variada

Esta fruta é bem gostosa

Podes comê-la e com razão

Pois ela é muito importante

Na nossa alimentação!

Diana Vaz, 5.º A

 

A Ervilha

A ervilha pode ser pequena

Mas na nossa alimentação grande será

Ela é tão doce e boa

Que qualquer um a comerá!

Diana Silva, 5ºA

O MARACUJÁ

Eu sou o maracujá

E ajudo a emagrecer

Tenho muita vitamina C e A

Se tens insónia ajudo adormecer!

Leonor Silva, 5.º A

A MANGA

Eu sou a manga

Sou doce e apetitosa

Fruta da mangueira

Sou muito saborosa.

Hugo Santos, 5.º A

A LARANJA

Eu sou a laranja

O meu sumo faz bem

É doce e saboroso

E vitaminas contém.

Filipe Mesquita, 5.º A

 

O SALMÃO

Cozido, frito ou assado

temperado com limão,

tem vitaminas e minerais

o delicioso peixe salmão!

Filipe Mesquita, 5.º A

 

O MORANGO

Eu sou o morango

Vermelho como a maçã

Saudável gosto de ser

Vitaminas tenho para dar e vender!

                Rafaela Silva, 5.º A

 

Comer frutas e legumes

Faz muito bem

Dão-nos muitas vitaminas
 
E saúde também.
 
 
Gosto de carne e peixe
 
Ao almoço e ao jantar
 
Têm muitas proteínas
 
Para nos ajudar.
 
 
Comer fast food
 
Faz muito mal
 
Se comermos muito
 
Podemos ir para o hospital.
 
Alunos  do 6.ºE
 
 
Correr faz bem

E comer vegetais
Beber muita água
Nunca é demais.
 
Evitar os salgados
Comer frutas e vegetais
Beber leite magro
Comer muitos cereais.
 
Eu gosto de comer bem:
Cereais, sopa e tomate
Não devo beber refrigerantes
Nem comer muito chocolate.
 
A saúde é muito importante
Devemos evitar comidas gordurosas
Não comer muitos doces
Para não provocar doenças perigosas.
 
Alunos do 5.ºD
 
 

Comer arroz é saudável

E sabe tão bem

Eu como vegetais
 
Prova tu também.
 
 
Eu ainda sou criança
 
Tenho muito que aprender
 
Vou-me alimentar bem
 
Para ter energia e crescer.
 
 
Beber água é essencial
 
E comer vegetais também
 
À fruta não há igual
 
Yummy, sabe tão bem!
 
 
Devemos evitar
 
Doces e refrigerantes
 
Pois se os ingerimos
 
Vamos ficar gigantes!
 
Alunos do 5.ºI
 
 
 

Uma atividade de escrita criativa ao som da música “As 4 estações” de Vivaldi.

 
“Imagina que vais ao centro comercial com a tua mãe e passas numa loja de música onde os instrumentos falam…
Escreve um diálogo entre eles.”
 
 

   -Sabes que eu sou o mais bonito, certo? – disse o violino.

    -Mentiroso, todos os instrumentos sabem que eu sou o mais bonito. – declarou a harpa.

   -Mentiroso és tu, eu sou mais bonito e a minha melodia é muito melhor que a tua! – exclamou o violino.

    -Se eu não fosse mentiroso não era igual a ti! E peço desculpa estares a iludir-te, mas a minha melodia é muito melhor e calma! – exclamou a harpa.

   -Não sabes o que dizes. Eu sou muito mais caro e famoso que tu.

  -Não vais continuar a sonhar, pois não? Eu sou mais cara, famosa e grande que tu! – disse a harpa.

   -Na parte do grande eu concordo contigo, mas no resto não.

    -Calem-se, pá! – exclamou o dono da loja. -Depois não reclamem que não vos compram.

    E continuaram a discutir e nunca foram comprados.

 

Lara Silva, 6.ºE