Leitores que nos surpreendem!

Não é novidade que o tema central da biblioteca escolar é este ano o Holocausto. Não é novidade que este ano se evocam os 75 anos da libertação de Auschwitz e os 135 anos do nascimento de Aristides de Sousa Mendes. Há grandes planos e atividades, muitas vontades e parcerias nesta escola. O que nos dá um enorme fôlego e alegria como professores? Sem dúvida a capacidade que os alunos têm de nos surpreender. E assim foi numa aula de História. Sem qualquer pedido prévio do professor, a aluna Gabriela do 6º H, com um entusiasmo enorme, dirige-se a mim, com um livro nas mãos (e que belo é), e diz-me “Professor, estou a ler este livro, O Diário de Anne Frank. Estou a adorar! Esta rapariga escrevia mesmo muito bem! Foi a minha mãe que mo ofereceu (parabéns também à mãe). Rendido, só pude dar o meu assentimento face a esta interpelação (e enorme verdade e fé literária) de uma menina de 11 anos. Fiquei encantando e, vendo bem, ainda estamos no início dos cenários de leitura sobre este tema. Correu-me muito bem esse dia.

Fantástico, Gabriela! Boas leituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.