Aristides de Sousa Mendes, homenagem justa para um português exemplar!

Ligação

Aristides de Sousa Mendes foi ontem homenageado com honras de Panteão Nacional, gesto simbólico, justo e significativo em memória de um homem que se mostrou corajoso, humanista e leal aos princípios morais numa época negra da história da Europa e também de Portugal. Aristides não se vergou às ordens dos seus superiores, Salazar e o seu governo ditatorial, contrariando as instruções recebidas, salvando assim milhares de vidas, a maior parte delas de judeus que fugiam às perseguições nazis e aos campos de concentração, precisando de um visto para escapar e entrar em Portugal, rumo, na sua maioria, à América, onde encontrariam a plena liberdade e esperança.

A biblioteca desenvolve agora dois projetos Erasmus que têm como tema o Holocausto e dos quais Aristides de Sousa Mendes é figura central. No ano letivo anterior, os alunos de 5º e 6º ano leram um livro biográfico sobre Aristides de Sousa Mendes no âmbito da atividade “10 minutos a ler”. No âmbito da temática «Holocausto» e «Personalidades que marcaram a diferença» os alunos do 6ºA realizaram um trabalho multidisciplinar (DAC) cujo produto final é foi uma excelente apresentação em kamishibai e em rape da história desse herói português do século XX, Aristides de Sousa Mendes. Esse projeto contou com a colaboração das disciplinas de Português, HGP, Inglês, Ed. Visual e com a criatividade e empenho de todos os alunos da turma.

Por seu turno, em algumas turmas do 3º Ciclo, na disciplina de Português, fizeram excelentes apresentações sobre o consul português e outras figuras relevantes ligadas ao tema do Holocausto. Foram igualmente adquiridas algumas obras sobre a vida do autor para a biblioteca escolar, inclusive o filme “Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul de Bordéus”, João Correa e Francisco Manso, o qual vai ser projetado na biblioteca escolar nos dias 27 e 29 de outubro, destinado aos alunos do 2º e 3º Ciclo. As inscrições podem ser feitas através do link: https://docs.google.com/document/d/1Wjknr58ZTePIum4DPOJE-95ppPuHjntM/edit?usp=sharing&ouid=114903419032486281243&rtpof=true&sd=true

Paralelamente, ao longo do ano letivo, serão dinamizadas sessões sobre Aristides de Sousa Mendes na biblioteca escolar, dinamizadas pelos docentes de História e Geografia de Portugal, Paula Rodrigues e Augusto Oliveira. Os alunos de 5º e 6º ano, nas aulas de Educação Visual, irão realizar ao longo do presente ano letivo uma banda desenhada sobre a vida de Aristides de Sousa Mendes.

Tema do Holocausto nos “10 minutos a ler”

\

Aristides de Sousa Mendes presentation

Mobilidade Erasmus em Canelas – Projeto da Biblioteca Escolar

Enquadrado no projeto Erasmus da biblioteca escolar “School libraries promoting readers, values, literacies, skills and inclusion”, decorreu na EBS de Canelas de 6 a 10 de setembro o seu primeiro meeting – Short-term joint staff training events – Erasmus + KA229, integrando 6 professores oriundos da Polónia, Grécia e Itália a que se juntaram quatro docentes portugueses. Este primeiro encontro foi organizado para promover um intercâmbio e partilha de boas práticas entre os representantes destes quatro países. Analisaram-se questões como o papel das bibliotecas na educação e na formação dos jovens e a sua importância na escola para favorecer inúmeras literacias ou ainda as atividades de leitura e as boas práticas de literacia de leitura existentes em cada uma das escolas representadas. Ao longo da semana de trabalho teve ainda lugar um “worshop” sobre a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) e a organização das bibliotecas escolares no nosso país, dinamizado pela Coordenadora Interconcelhia das Bibliotecas Escolares de Gaia e Porto, Drª Maria João Castro, que teve oportunidade de apresentar as virtudes desta estrutura do ministério da educação português, lembrando, simultaneamente, as exigências e desafios profissionais que ela coloca aos professores bibliotecários e às bibliotecas escolares. Concluiu-se que o nosso sistema é o mais evoluído de entre os quatro países europeus a esse nível organizacional das bibliotecas, sendo que nos restantes países vigora ainda um sistema equivalente ao de Portugal em 1996, altura em que foi criada a RBE. Apenas na Polónia existem também professores bibliotecários, embora não trabalhando com o suporte que é prestado pela RBE, desconhecendo o sistema de avaliação das bibliotecas que vigora em Portugal.
Este projeto Erasmus tem ainda como propósito a fundação de uma biblioteca na escola grega de Creta e o apoio à transformação do espaço precário existente na biblioteca da escola italiana. Foram ainda definidas as datas para as próximas mobilidades e os livros sobre o Holocausto que serão apresentados aos alunos como propostas de leitura ao longo do período de vigência do projeto. Definiram-se também um conjunto de procedimentos associados à gestão do projeto e à sua implementação.
A parte cultural deste encontro Erasmus recaiu sobre as cidades de Gaia e Porto, destacando-se as visitas ao Solar Condes de Resende, à livraria Lello, Torre dos Clérigos, Palácio da Bolsa e Igreja de S. Francisco, entre outras áreas de interesse cultural das zonas históricas das duas cidades.
Assinale-se a enorme empatia e amizade que coexistiu ao longo da passada semana entre o grupo, o que aliás não podia ser de outra forma entre professores que comungam entre si a paixão pelos livros e pela leitura. Uma semana fantástica de evolução profissional e de conhecimento de outras culturas!

Holocaust

Síntese, em inglês, da exposição oral subordinada ao tema O Holocausto – lembrar os 75 anos da libertação de Auschwitz e os 135 anos do nascimento de Aristides de Sousa Mendes, realizada na disciplina de português, na turma 8.º E.

Today, I’m going to talk about the Holocaust.

The Holocaust was one of the darkest times that the humanity has been through. It consisted in the persecution and in the genocide of the people that were considered “inferior” by the Nazis. The Holocaust started in 1939 and ended in 1945. It was 6 years of pure chaos.

The Nazis pursued ethnic minorities, people with different sexual orientations and opponents of the regime, but mainly Jews.

Before the Holocaust there were 16,5 million Jews in Europe and after the Holocaust there were only 11 million.

The people that were considered to be “inferior” were taken to concentration camps, to work and, after, they were tortured and killed. The main concentration camp was Auschwitz, which is still the most popular, since it is the most visited by the tourists, but there are others like Dachau and Chelmno.

I want to finish with a quote by Anne Frank: “What is done can’t be undone, but we can prevent that it happens again”. I think this quote is really appropriate to this theme, because we can’t simply erase the Holocaust and other genocides from our past, but we can try not to repeat it again, or even get close to it.

Lara Bastos (8.º E)

Tema do Holocausto nos “10 minutos a ler”

É já na próxima quarta-feira, dia 13 de janeiro, que a atividade “10 minutos a ler” vai ser implementada no 2º e 3º Ciclo do Ensino Básico, com a leitura de seis livros que têm como tema comum o Holocausto. No ano em que se evocam os 75 anos da libertação de Auschwitz e os 135 anos do nascimento de Aristides de Sousa Mendes, entendeu-se dar um enfoque a esta temática, selecionando obras que possibilitem aos jovens, por via da leitura, o conhecimento desse período trágico do século XX, de modo a educar para os direitos humanos e a propiciar a construção de uma sociedade livre, justa e sem preconceitos.

 

Apresentações sobre a temática do Holocausto

Os docentes da disciplina de Português associaram-se ao tema aglutinador da biblioteca escolar para o presente ano letivo, o Holocausto, promovendo atividades de leitura em torno desse tema, do qual resultaram extraordinárias apresentações dos respetivos alunos. Há que registar a enorme qualidade do trabalho e das apresentações aqui publicadas.

Para o mês de janeiro, no âmbito da atividade “10 minutos a ler”, serão propostos para leitura em sala de aula as seguintes obras literárias: “Diário gráfico de Anne Frank”, 5º ano; “Os meninos que enganaram os nazis”, 6º ano; “O rapaz do pijama às riscas”, 7º ano; “O Diário de Anne Frank”, 8º ano; “Um ateliê de sonhos”, 9º ano.

A educação para os valores e interculturalidade, literacia da informação e direitos humanos está a ser trabalhada de modo articulado no nosso agrupamento, envolvendo distintas disciplinas e docentes, de modo a consciencializar os jovens para a importância da paz, da cidadania e de uma sociedade sem preconceitos.

Parabéns a todos os envolvidos nestas atividades!

Aristides de Sousa Mendes – apresentação do aluno Dinis Silva, 8º E

 

O holocausto – apresentação da aluna Lara Bastos, 8º E

 

A Lista de Schindler (filme) – apresentação da aluna Catarina Mota, 8º A

 

O Diário de Anne Frank, apresentação da aluna Íris Ferreira, 8º A

 

Irena Sendler, apresentação pela aluna Sofia Barbosa, 8º A