Arquivo mensal: Novembro 2017

DIVULGAR/RELEMBRAR A NOITE DE CRISTAL

Na passada quinta-feira, dia 9 de novembro, um grupo de alunos do 6.º ano participou na atividade «Divulgar/relembrar a NOITE DE CRISTAL».

Numa curta aula de história, foi explicado aos alunos o que foi e originou a terrível noite de cristal (Kristallnacht) de 9 de novembro de 1938 e divulgados, através de imagens e da leitura de excertos de obras, os horrores cometidos em nome de uma ideologia baseada na  intolerância, no racismo  e num autoritarismo  desenfreado.

Esta atividade contou com a participação  dos alunos Marta Macedo e Gonçalo Ferreira, do 6.º E, e Gabriela Manso, do 6.º F, que leram passagens do diário de Anne Frank e  do livro «Mouschi o Gato de Anne Frank» de José Jorge Letria.  

É importante salientar que os livros ensinam, relembram e perpetuam o que não deve ser esquecido e muito menos repetido, ou seja a perseguição a seres humanos  só por serem diferentes ou terem costumes/crenças  diferentes. 

A todos os participantes, assim como aos professores que dispensaram os alunos das aulas para que pudessem participar nesta atividade, os nossos agradecimentos. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os responsáveis da Biblioteca Escolar

O Novo Aluno

Um dia de Outono, na sala de aula do 5º E, da escola de Canelas, um aluno decidiu ajudar a turma a tornar-se mais confiante e respeitadora.

No dia-a-dia, os alunos conversam como se estivessem no recreio, interrompem constantemente o que está a ser feito pelos colegas e pela professora, sentam-se incorretamente e têm atitudes inoportunas e muitas vezes, inconvenientes.

Estas ações, pouco dignificantes de quem as pratica, devem-se a muitos anos passados em que certos alunos não conseguiram perceber nem interiorizar aspetos fundamentais do respeito pelo outro.                                     

Até que um dia chegou à escola um aluno novo, de um país diferente, onde a guerra e a fome dominavam. E ao ver estes alunos com tantas condições de aprendizagem e que não as aproveitavam convenientemente, decidiu mostrar o que se passava no seu país. Para isso, mostrou aos colegas fotografias e vídeos do que lhe aconteceu no local onde estava.

Este grupo de estudantes ficou surpreendido com tudo o que viu e ouviu, ficando arrependido por tudo o que tem vindo a ocorrer, pedindo desculpa e prometendo que de hoje em diante o seu comportamento iria melhorar.

                                                             Redação coletiva do 5º E