Arquivo da Categoria: Inglês

Fotocampanha

No âmbito do Módulo B3 – “O Quadro Natural de Portugal – A Água” da disciplina de Geografia, em parceria com a disciplina de Inglês, os alunos do 11.°F, do Curso Profissional de Técnico de Turismo, desenvolveram uma fotocampanha alusiva à temática da água.

Esta fotocampanha integra-se no desafio YREStayActive promovido pelos Programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, concretamente na WaSH Campaign “Water, Sanitation and Hygiene”.

Este trabalho pretende chamar a atenção para comportamentos que conduzem ao desperdício de água ou à degradação da sua qualidade, assim como relembrar comportamentos sustentáveis em relação a este recurso.

#YREStayActive

#EcoSchoolsStayActive

This slideshow requires JavaScript.

 

ÁGUA LIMPA… PELO CANO ABAIXO

Ao escovar os dentes durante dois minutos, duas vezes por dia, mantendo a torneira sempre aberta, desperdiça 12 litros de água por minuto, o que corresponde a 48 litros por dia e a 17 520 litros por ano.

Se somarmos a estes, os litros de água desperdiçada por manter a torneira aberta enquanto se ensaboa a louça ou durante o duche, a quantidade de água desperdiçada é enorme. A utilização de copo na escovagem dos dentes, pode reduzir para 1 litro a água gasta.

A bem de uma correta gestão deste escasso recurso, urge adotar comportamentos mais sustentáveis.

 

 

NO POUPAR É QUE ESTÁ O GANHO

Em Portugal, cada pessoa consome em média cerca de 187 litros de água, muito acima dos 110 litros que as Nações Unidas consideram necessários para as necessidades básicas do ser humano.

Alguns comportamentos simples podem conduzir à redução significativa do consumo de água. Manter a torneira fechada durante o ensaboamento num duche de 15 minutos pode poupar 180 litros de água.

É fundamental a tomada de consciência da quantidade de água desperdiçada diariamente em simples comportamentos. Desta forma, faremos opções mais sustentáveis, poupando água e economizando dinheiro e recursos.

 

O BOTÃO CERTO

Os portugueses consomem diariamente, em média, 77 litros a mais do que a quantidade de água que a ONU considera suficiente para satisfazer as necessidades básicas diárias de um ser humano.

Muita dessa água é desperdiçada em pequenos gestos, como a utilização incorreta do autoclismo. Nos autoclismos de descarga dupla, uma descarga completa por consumir até 15 litros de água enquanto meia descarga consome 8,5 litros.

Para uma gestão mais sustentável deste recurso é fundamental que o botão grande seja utilizado apenas quando há necessidade de descarga maior, sendo o botão pequeno utilizado nas descargas menores.

 

 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL… PARA NÓS E PARA O AMBIENTE

Cada português gasta em média 187 litros de água por dia, incluindo não apenas a que chega às torneiras das habitações, mas também os gastos no comércio, na indústria e na agricultura.

A produção de 1 kg de carne de bovino, por exemplo, implica o dispêndio de 15 415 litros de água, além de ser responsável pela emissão de 60 kg de dióxido de carbono.

Opções mais sustentáveis impõem-se, como o aumento da ingestão de alimentos de origem vegetal, moderando a ingestão de alimentos de origem animal.

 

 

 

GARRAFAS DE ÁGUA REUTILIZÁVEIS: MENOS É MAIS

Quando utilizamos uma garrafa de plástico de um litro para beber água, na verdade estamos a consumir quatro litros. A produção de cada garrafa de água de plástico consume três litros de água.

Além disso, as garrafas de água feitas de um tipo específico de plástico derivado do petróleo, levam aproximadamente 400 anos no processo de degradação, transformando-se em pequenas partículas plásticas poluentes e tóxicas responsáveis pela morte de milhares de seres vivos.

O uso de garrafas reutilizáveis poupa recursos e diminui a pegada hídrica, a quantidade de resíduos e as emissões poluentes.

 

 

 

GUARD’A CHUVA

Devido ao aumento global da temperatura, a escassez de água está a fazer-se sentir de forma cada vez mais acentuada, prevendo-se que afete 2/3 da população mundial em 2050.

Para minimizar esta escassez, a água da chuva pode ser armazenada em albufeiras ou, ao nível doméstico, em reservatórios.

Entre outros usos, a água armazenada pode ser utilizada na rega poupando, assim, a água da rede pública ou dos reservatórios subterrâneos.

Desta forma, estará a ser poupado este precioso recurso, permitindo, ao mesmo tempo, economizar dinheiro.

 

 

A SANITA NÃO É CINZEIRO

Os filtros de cigarro são um dos itens mais frequentes na constituição do lixo marinho.

Os filtros resultam de beatas de cigarro indevidamente colocadas nas sanitas ou atiradas para o chão e arrastadas pelas chuvas para as sarjetas. Uma vez no mar, libertam substâncias perigosas como nicotina, arsénio e chumbo, com consequências graves para os ecossistemas.

Cada beata de cigarro contamina até seis litros de água e demora entre 10 a 12 anos a desfazer-se e nunca se decompõe na totalidade.

Urge respeitar a lei e adotar comportamentos mais sustentáveis que preservem este recurso vital.

 

Halloween e Dia de Todos os Santos em tempo de pandemia!

Desenhos de autoria de Miriam Bastos, 6ºG e Matilde Ferreira, 6º F

Noite das bruxas,

uma máscara vou levar

talvez seja capaz

de uma criança assustar.

 

Algumas crianças fantasiam-se

de personagens menos assustadoras,

como reis, cowboys e astronautas.

Outras vestem roupas temíveis

como bruxas, lobisomens e fantasmas!

 

Todas as crianças vão às casas

para guloseimas ganhar,

mas todos sabemos

que um quilo vamos engordar!

 

Afonso Silva, 6º G

No Halloween existem várias criaturas místicas, como as bruxas, fantasmas, vampiros e outras que tais. As crianças fantasiadas vão de porta em porta à procura do doce ou da travessura! E elas ou comem os doces ou fazem as travessuras.

Joana Moreira, 6ºG

Diversão sem parar

os doces vais buscar.

Na noite de Halloween

vais assustar!

 

Doces ou travessuras

uma noite de arrepiar.

Com os trajes de assustar

para as travessuras preparar.

 

Como esta noite não há

o Halloween de arrepiar,

diverte-te sem parar

nesta noite de assustar.

 Miguel Teixeira 6º G

Para mim, o Halloween é um dia do ano em que celebramos os mortos e nos fantasiamos de personagens que metem medo e de porta em porta, com os amigos pedimos doces ou fazemos travessuras. Este ano, por causa da pandemia, vai ser diferente, vamos passá-lo com a nossa família e não vamos poder partilhá-lo com os amigos! Mas continuo a gostar particularmente do Halloween.

Rafael Teixeira, 6º G

Hoje é dia de Halloween, o dia das bruxas, esperei ansiosamente por este dia. A minha fantasia é de uma bruxinha. Vou sair com os meus amigos para pedir “doçuras ou travessuras”. A hora marcada chegou e já os estou a ver ao longe! Depois de um dia muito divertido e com um saco cheio de doces voltei para casa. Tudo o que imaginei, escrevi no meu diário. Espero que para o ano seja igual, mas mais real!

Francisca Nogueira, 6º G

Em tempos, pensava-se que no Halloween o importante era pegar no maior número de doces possíveis e assim poderiam durar até ao Natal. Mas, este dia é só a véspera de Dia de Todos os Santos, que diz respeito à ligação entre dois mundos e por isso deixam comida na porta das casas. E a simples comida transformou-se em doces e as crianças fantasiadas fingiam que eram espíritos daí a tradição “ Doces ou Travessuras”. As travessuras não seriam mais do que as maldições lançadas pelas trevas.

Isabella Murta, 6ºF

Há uns anos, a minha festa de Halloween foi muito divertida. Gostei muito do que senti, uma enorme felicidade, mas também muito nervosismo! Pude escolher a minha fantasia de bruxa e fui convidada para uma festa incrível. Com alguma vergonha, desfilei no meio de muitas outras crianças, com todos os olhares postos em cima de mim, mas no final tudo correu bem. Ainda fomos pela casa das pessoas pedir “ Doces ou travessuras”. Espero poder repetir, em breve, um dia tão animado como este.

Leonor Santos,6ºF

Todos os anos, no dia de Halloween fico muito nervoso, porém feliz, porque sei que vou receber doces e pregar partidas às pessoas que não mos derem. Há dois anos, vivia ainda noutra casa, reuni quatro amigos para pregar partidas comigo. Demoramos duas horas a tocar 52 campainhas, mas só 30 delas atenderam! As nossas travessuras consistiam em pegar em papel higiénico e numa garrafa de água, molhar o papel e atirá-lo contra a porta. Como este ano a pandemia não nos permite fazer festas, espero no próximo ano, fazer travessuras muito piores às pessoas que não nos derem doces.

Francisco Carvalho, 6º F

 

Dia de Pão por Deus

O Inverno a chegar
E as colheitas a morrer
Não tenho nada para comer.
O que irei fazer?

Vou a casa das pessoas
Pedir um tostão
Para com a minha família
Comer um leitão

Diogo Almeida 6.ºB

 

Dia de Todos os Santos

 

Pelos santos a rezar

para ao inferno não chegar!

O espetáculo a acabar

com os mártires a lutar.

 

Halloween

 

Bruxas a voar

fantasmas a deslizar

guloseimas a chegar

e o outono a acabar.

 

Beatriz Pereira, 6.ºB

 

All Hallows Eve

Véspera de Todos os Santos

Este é o Halloween

Que se comemora em todos os cantos!

Doce ou Travessura?

Dia de celebrar a morte

Relembrar os que já partiram até esta altura…

De Este a Oeste,

de Sul até ao Norte.

 

Bernardo Marques, 6.ºH

 

Feliz Halloween

 

Bruxas, bruxinhas

muito bonitinhas

Bruxas, bruxonas

Muito risonhas

Fantasma, fantasminha

Muito bonitinha!

Feliz Halloween!

 

Dia de todos os Santos

 

Dia de Santos e Dia de Santas 
Pelos cristãos martirizados.
É tempo das colheitas, fim de outono e começo do inverno 
Nas campas pomos flores
Para recordar momentos e amores. 

 

Daniela Silva 6ºB

 

Dia de Todos os Santos

Meu querido amigo,
Hoje faço-te um altar,
Guloseimas, comida
E tudo o que possas gostar

Meu querido amigo,
No dia 1 de novembro
Juntavas-te comigo
E de porta em porta íamos

Meu querido amigo,
Pode ser que te
Volte a ver
Talvez até te possa descrever

Meu querido amigo,
Vamos rimar
Como fazíamos
Quando estavas comigo

Meu querido amigo,
Vou sempre festejar
Por mais que o
Tempo possa passar

Sofia, 6ºH

 

Dia das Bruxas

 

É dia das Bruxas

Passou a ser uma tradição

E a minha casa veste-se de paixão

 

Encho o saco

Cheio de guloseimas

Visto o meu fato

Mas que brincadeira

 

Vejo lá fora

Espíritos a aparecer

Vou lá: pão oferecer.

 

Luana Monteiro, 6.ºH

 

 

𝙋𝙤𝙚𝙢𝙖 𝘼𝙨𝙨𝙪𝙨𝙩𝙖𝙙𝙤𝙧

 

 

O dia das bruxas é hoje

Vamos comer broinhas

Amigo, foge!

Ou a bruxa transforma-nos em galinhas.

 

Os fantasmas vêm aí

Também vampiros e aranhas.

Ó João, sai daí!

Eles não gostam de lasanha.

 

Vou para a Casa Assombrada

Há lá lobisomens.

A minha mãe está assustada,

Os vampiros já não dormem.

 

Afonso Cardoso, 6.ºD

Atividade “Storytelling”

Por iniciativa do grupo de Inglês do 2º Ciclo, teve lugar na passada quinta feira, na biblioteca escolar, uma atividade de storytellling, dinamizada pela luso-canadiana Anabel Reis Alves.

A atividade teve por base o clássico da literatura infantil “Green Eggs and Ham”, do autor Dr. Seus. Sam-I-am, que é o protagonista desta história e que tenta convencer Joey a experimentar ovos e presunto verdes. Para isso, usa a frase: “Do you like green eggs and ham?”.

A atividade foi muito interativa e do interesse dos alunos que se deixaram conduzir pela contadora da história, participando ativamente nas atividades que lhes foram propostas.