Arquivo da Categoria: Eco Agrupamento

Fotocampanha

No âmbito do Módulo B3 – “O Quadro Natural de Portugal – A Água” da disciplina de Geografia, em parceria com a disciplina de Inglês, os alunos do 11.°F, do Curso Profissional de Técnico de Turismo, desenvolveram uma fotocampanha alusiva à temática da água.

Esta fotocampanha integra-se no desafio YREStayActive promovido pelos Programas Eco-Escolas e Jovens Repórteres para o Ambiente, concretamente na WaSH Campaign “Water, Sanitation and Hygiene”.

Este trabalho pretende chamar a atenção para comportamentos que conduzem ao desperdício de água ou à degradação da sua qualidade, assim como relembrar comportamentos sustentáveis em relação a este recurso.

#YREStayActive

#EcoSchoolsStayActive

This slideshow requires JavaScript.

 

ÁGUA LIMPA… PELO CANO ABAIXO

Ao escovar os dentes durante dois minutos, duas vezes por dia, mantendo a torneira sempre aberta, desperdiça 12 litros de água por minuto, o que corresponde a 48 litros por dia e a 17 520 litros por ano.

Se somarmos a estes, os litros de água desperdiçada por manter a torneira aberta enquanto se ensaboa a louça ou durante o duche, a quantidade de água desperdiçada é enorme. A utilização de copo na escovagem dos dentes, pode reduzir para 1 litro a água gasta.

A bem de uma correta gestão deste escasso recurso, urge adotar comportamentos mais sustentáveis.

 

 

NO POUPAR É QUE ESTÁ O GANHO

Em Portugal, cada pessoa consome em média cerca de 187 litros de água, muito acima dos 110 litros que as Nações Unidas consideram necessários para as necessidades básicas do ser humano.

Alguns comportamentos simples podem conduzir à redução significativa do consumo de água. Manter a torneira fechada durante o ensaboamento num duche de 15 minutos pode poupar 180 litros de água.

É fundamental a tomada de consciência da quantidade de água desperdiçada diariamente em simples comportamentos. Desta forma, faremos opções mais sustentáveis, poupando água e economizando dinheiro e recursos.

 

O BOTÃO CERTO

Os portugueses consomem diariamente, em média, 77 litros a mais do que a quantidade de água que a ONU considera suficiente para satisfazer as necessidades básicas diárias de um ser humano.

Muita dessa água é desperdiçada em pequenos gestos, como a utilização incorreta do autoclismo. Nos autoclismos de descarga dupla, uma descarga completa por consumir até 15 litros de água enquanto meia descarga consome 8,5 litros.

Para uma gestão mais sustentável deste recurso é fundamental que o botão grande seja utilizado apenas quando há necessidade de descarga maior, sendo o botão pequeno utilizado nas descargas menores.

 

 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL… PARA NÓS E PARA O AMBIENTE

Cada português gasta em média 187 litros de água por dia, incluindo não apenas a que chega às torneiras das habitações, mas também os gastos no comércio, na indústria e na agricultura.

A produção de 1 kg de carne de bovino, por exemplo, implica o dispêndio de 15 415 litros de água, além de ser responsável pela emissão de 60 kg de dióxido de carbono.

Opções mais sustentáveis impõem-se, como o aumento da ingestão de alimentos de origem vegetal, moderando a ingestão de alimentos de origem animal.

 

 

 

GARRAFAS DE ÁGUA REUTILIZÁVEIS: MENOS É MAIS

Quando utilizamos uma garrafa de plástico de um litro para beber água, na verdade estamos a consumir quatro litros. A produção de cada garrafa de água de plástico consume três litros de água.

Além disso, as garrafas de água feitas de um tipo específico de plástico derivado do petróleo, levam aproximadamente 400 anos no processo de degradação, transformando-se em pequenas partículas plásticas poluentes e tóxicas responsáveis pela morte de milhares de seres vivos.

O uso de garrafas reutilizáveis poupa recursos e diminui a pegada hídrica, a quantidade de resíduos e as emissões poluentes.

 

 

 

GUARD’A CHUVA

Devido ao aumento global da temperatura, a escassez de água está a fazer-se sentir de forma cada vez mais acentuada, prevendo-se que afete 2/3 da população mundial em 2050.

Para minimizar esta escassez, a água da chuva pode ser armazenada em albufeiras ou, ao nível doméstico, em reservatórios.

Entre outros usos, a água armazenada pode ser utilizada na rega poupando, assim, a água da rede pública ou dos reservatórios subterrâneos.

Desta forma, estará a ser poupado este precioso recurso, permitindo, ao mesmo tempo, economizar dinheiro.

 

 

A SANITA NÃO É CINZEIRO

Os filtros de cigarro são um dos itens mais frequentes na constituição do lixo marinho.

Os filtros resultam de beatas de cigarro indevidamente colocadas nas sanitas ou atiradas para o chão e arrastadas pelas chuvas para as sarjetas. Uma vez no mar, libertam substâncias perigosas como nicotina, arsénio e chumbo, com consequências graves para os ecossistemas.

Cada beata de cigarro contamina até seis litros de água e demora entre 10 a 12 anos a desfazer-se e nunca se decompõe na totalidade.

Urge respeitar a lei e adotar comportamentos mais sustentáveis que preservem este recurso vital.

 

Brigada da Cantina recebe 1º Prémio

A Brigada da Cantina, constituída por alunos do 7.ºA, recebeu o 1.º Prémio (ex-aequo), no âmbito do Programa Eco-Escolas. Este desafio foi implementado nas aulas de Cidadania e Desenvolvimento pela docente Cristina Lima, Coordenadora do PPES, em parceria com a docente Odete Melo, Coordenadora Eco-Escolas, com a colaboração da docente Patrícia Sá e envolveu as disciplinas de Ciências Naturais, Geografia e Matemática.

A Brigada da Cantina trabalhou aspetos como os hábitos alimentares; a promoção de hábitos de higiene das mãos; o grau de interferência do telemóvel e outros equipamentos eletrónicos durante a refeição; a quantidade de desperdícios alimentares e o destino dos restos e sobras de comida.

Parabéns a todos os envolvidos neste projeto!

This slideshow requires JavaScript.

 

Uma praia mais limpa!

No sábado de manhã, dia 8 de junho, os alunos, pais, professoras, educadoras e auxiliares da Escola Básica do Alquebre, foram à Praia de Miramar para fazer uma limpeza da praia.

Apetrechados com sacos e luvas, todos os participantes recolheram o lixo espalhado pelo areal.

Para além de estar uma manhã muito agradável, a nossa missão foi cumprida e, de uma forma divertida, contribuímos para um Planeta melhor!

This slideshow requires JavaScript.

Prémio Internacional Jovens Repórteres para o Ambiente

A fotografia “Next Stop OCEAN” venceu o 2.º lugar na Competição Internacional dos Jovens Repórteres para o Ambiente – Young Reporters for The Environment International Competition.

Esta fotografia foi realizada no âmbito da participação do 7.ºB na Campanha Planet Or Plastic da National Geographic, através do Programa Eco-Escolas, sob coordenação dos docentes Américo Gonçalves e Odete Melo, em colaboração com a docente Paula Aires.

A fotografia “Next Stop OCEAN” tem por objetivo alertar para a importância da correta deposição das beatas de cigarros no lixo. Quando as pessoas as deitam no chão, elas são arrastadas para o mar pela água da chuva, através dos sistemas de escoamento de águas pluviais. As beatas são dos itens que surgem em maior número no lixo que se encontra nas praias. Impõe-se uma mudança radical de hábitos: quando alguém fuma um cigarro, tem de depositar a beata no local adequado e não no chão.

Parabéns aos alunos Diogo Ribeiro; Inês Santos; Inês Martins; Mariana Ferreira; Tatiana Vicente e Tomás Oliveira, pelo seu empenho no desafio e a todos os envolvidos na construção dos elementos da fotografia.

 

Dia Mundial do Ambiente – À Noite no Zoo

Nos dias 4 e 5 de junho, os alunos do 8ºB e do 11ºB, premiados no concurso “Da Terra para o Mar, um mergulho na conservação”, acompanhados pelos professores Américo Gonçalves, Denise Ramos e Odete Melo, receberam, orgulhosamente, o seu certificado, numa cerimónia simples, mas com grande significado. E nada melhor para assinalar o Dia Mundial do Ambiente do que estar “À Noite no Zoo”. Foram dois dias de enorme convívio, aprendizagem e alerta para a biodiversidade do nosso Planeta.

This slideshow requires JavaScript.